Pular para o conteúdo principal

A farsa continua no planejamento público

A farsa continua no planejamento público

Como temos insistido em artigos anteriores, o planejamento público sob a oligarquia, no turno de Roseana Sarney, é uma farsa.
Acabo de ler em coluna do jornal oficial que os Seminários de Lideranças (é programa Seminário de Lideranças ou é Seminários Regionais de Lideranças? Creio que nem eles sabem!) a cada edição resultam em um relatório (não perguntem onde estão!) e que os secretários de Estado responsáveis pela organização estão "debruçados" sobre os tais relatórios para subsidiar a elaboração do PPA 2012-2015.

Não creio que algum Secretário realmente faça isso que a coluna descreveu, porém, vamos "dar o braço a torcer". Suponhamos que o façam. Logo depois, a coluna informa esse "projeto" (não era programa?) é "inédito". Bem, lamentavelmente não se pode esperar muito da baixa "intelectualidade" que serve a oligarquia, o máximo que conhecem de planejamento público é o que a própria progadanda informa. O trabalho de ler os últimos 70 anos de planejamento público do Estado do Maranhão seria incômodo e poderia "queimar" os parcos neurônios dos colunistas.

Esse projeto é uma cópia farsesca e trágica da experiência de planejamento público desenvolvida no Governo Jackson Lago e interrompida pela oligarquia. Não conseguem nem criar algo original, mas apenas copiar de forma deturpada.

Mesmo a informação sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Salários, como iniciativa do Governo Roseana Sarney é falsa. Primeiro que a denominação correta é Plano de Carreira (pressupõe cargos) e Remuneração (pressupõe salários, que é apenas uma parte da remuneração). Segundo, a comissão responsável por esse trabalho foi nomeada no início de 2009 no Governo Jackson Lago e destituida pela "nova" governadora. Terceiro, não se pode elaborar um plano para os servidores públicos estaduais como um todo, sem a extinção e incorporação de todos os planos existentes. Caso não saibam, existem mais de uma dezena de planos de várias carreiras e um plano geral para as carreiras de baixa escolaridade e remuneração.

Acredito que os sindicatos dos servidores serão chamados - para serem informados das decisões, claro!. E o Estatuto do Educador? Quando irão encaminhar? Agora a desculpa talvez seja, vamos esperar a elaboração do novo plano dos servidores públicos estaduais.
Atenção servidores públicos efetivos e concursados!

Por Jhonatan Almada, historiador

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BANQUE O DURO, MEU CHEFE

BANQUE O DURO , MEU CHEFE ! Por Raimundo Palhano Não deixe o seu lugar. Foi o conselho do venerável Bita do Barão de Guaré ao presidente do Senado, José Sarney, que, ao que parece, está sendo levado extremamente a sério. Quem ousaria desconsiderá-lo? Afinal, não se trata de um simples palpite. Estamos frente à opinião de um sumo sacerdote do Terecô, um mito vivo para o povo de Codó e muitos outros lugares deste imenso Maranhão. Um mago que, além de Ministro de Culto Religioso, foi agraciado pelo próprio Sarney, nos tempos de presidência da República, com o título de Comendador do Brasil, galardão este acessível a um pequenino grupo de brasileiros. Segundo a Época de 18.02.2002, estamos falando do pai de santo mais bem sucedido, respeitado, amado e temido do Maranhão. Com toda certeza o zelador de santo chegou a essa conclusão consultando seus deuses e guias espirituais. Vale recordar que deles já havia recebido a mensagem de que o Senador tem o “corpo fechado”. Ketu,

POR QUE HISTÓRIA É IMPORTANTE?

POR QUE HISTÓRIA É IMPORTANTE?  Pensando no que ocorreu com o Brasil nos últimos 4 anos e na enxurrada de informações destes dias pós-eleições tenho clareza de que HISTÓRIA é cada vez mais fundamental para entender o presente e não nos deixar reféns do momento, vejam o #Enem . O atual Ministro da Educação divulgou os inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio-Enem 2022 com um tom de comemoração em junho. O número de inscritos 2022 aumentou em relação a 2021, bem como, cresceram as isenções. Quando não se tem a perspectiva histórica sobre o Enem, facilmente nos enganamos, até por boa fé em relação às autoridades constituídas. O fato é que número de #jovens que se inscrevem no Enem caiu de forma expressiva, cerca de 35,6% em relação a 2014. E aí? E aí que não há nada para se comemorar. O número de jovens que não estão continuando seus estudos cresceu, a pandemia foi o golpe de misericórdia. A #Universidade deixou de ser um sonho para esses jovens, precisamos estudar HISTÓRIA e não se

ESTRADA DO SOL - João Batista Ericeira

Ainda estou muito sentido e impactado, escrevo algumas linhas com os olhos cheios d'água.  Conheci o professor Ericeira há 16 anos, pouco depois de vir morar em São Luís, fui aluno do curso de políticas públicas oferecido pela Escola de Formação de Governantes(EFG) dirigida por ele e vinculada à Escola de Governo da Universidade de São Paulo-USP, criada por Fábio Konder Comparato. Ali fomos construindo nossa amizade a partir da relação mestre e aluno. Nestes 16 anos sempre estivemos juntos, nunca passamos uma semana sem nos falar, quando ligava falava com a voz grave "- Professor Almada, como estão as coisas?". Depois caíamos na risada e assim levamos, trabalhamos juntos na Escola de Formação de Governantes, onde me tornei professor e coordenador de projetos; na Escola Superior de Advocacia, onde criamos dois Cursos de Especialização em Direito; na Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e no Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão. "São