Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2017

PERSONAGENS DE SÃO LUÍS

Jhonatan Almada, historiador Completo 15 anos vivendo em São Luís, cidade que adotei e estabeleci bases afetivas e profissionais. A cidade ao longo desses anos tem experimentado as tristezas e alegrias do crescimento urbano, da verticalização e do desnorteamento de um plano diretor. A Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado tem feito grande esforço em tempos de recursos públicos escassos para revitalizar os espaços públicos, criar espaços de convivência e entretenimento atrativos à sociedade local, ao mesmo tempo, emuladores do turismo. As pessoas dão vida a cidade, elas são sua maior riqueza a preencher os espaços urbanos com suas existências e buscas por ser. O déficit de serviços públicos na cidade ainda é grande. A desigualdade social também é uma desigualdade urbana na distribuição dos equipamentos e serviços comuns de todos, onde o sentido de público e o de ser cidadão são tênues. Apesar disso, os movimentos populares por moradia e melhorias indicam que as

ENFRENTANDO O ATRASO EDUCACIONAL NO MARANHÃO

Jhonatan  Almada, historiador. As ideias  demoram a  se tornar realidade. Galileu Galilei defendeu as ideias de Copérnico sobre o sistema heliocêntrico em contraposição às verdades baseadas em Aristóteles sobre um sistema onde a Terra era fixa e o restante girava em torno dela. A Igreja Católica obrigou Galileu a negar essa verdade que rapidamente se disseminou e foi aceita na Europa protestante. Somente em 1992 no pontificado de João Paulo II, quatro séculos depois, a Igreja reconheceu seus erros e abusos. Galileu Galilei é famoso no mundo inteiro e respeitado como modelo de cientista que enfrenta o arbítrio autoritário e obscurantista em nome da ciência. Ninguém se lembra dos cardeais que o julgaram ou dos detratores de sua obra. Os tempos acelerados que vivemos diminuíram essas lacunas entre ideação e ação.  Dezesseis anos atrás quando vivia minha adolescência em Caxias, escrevi dois Planos de Desenvolvimento, um para o Maranhão outro para a cidade, registrando em listas

EDUCAÇÃO PROFISSIONALIZANTE EM 2017

Jhonatan  Almada,  historiador Este é um ano complexo, pois as forças políticas tratam 2017 como ano pré-eleitoral, daí que os embates e os ataques começaram cedo e tendem a se intensificar. Faz parte do jogo do poder, sobretudo para quem nunca  esteve fora dele, aqueles que não conhecem outra realidade além do estar no poder.  Paciência, humildade, perseverança e sobranceria são elementos indispensáveis no enfrentamento desse cenário.  O fundamental é  ter  foco, lutamos por décadas para estar hoje no Governo do Maranhão combatendo a mais antiga e voraz oligarquia do Brasil. Aqueles que não conseguem compreender a dimensão desse feito e a exigência dele derivada  busquem  outros caminhos  agora. Aqueles que pensam nos demover da rota traçada entendam tratar-se de uma impossibilidade.  Aqueles que não podem ter paciência e esperar a hora do debate eleitoral entendam o quanto a governança e o projeto de mudança  são mais importantes .  A tarefa histórica que está em nossas m

AGENDA MUNICIPAL DE CIÊNCIA E DIREITOS SOCIAIS

Jhonatan Almada, historiador Os municípios enfrentam grandes desafios neste novo ciclo de gestão 2017-2020, sobretudo pela queda nas transferências federais e severas restrições da conjuntura econômica que para serem enfrentadas demandam muita criatividade e capacidade de trabalho por parte dos prefeitos e prefeitas eleitas. Apresentei uma Agenda para a municipalização da Ciência, Tecnologia e Inovação com o objetivo de contribuir para que essa temática seja incorporada pelos municípios, propondo ações não geradoras de despesas e tranquilamente absorvidas pelos órgãos já existentes. Na oportunidade em que os gestores assumem seus mandatos, creio ser importante reapresentar essa Agenda: 1. Criar de órgãos municipais de ciência, tecnologia e inovação, tais como Secretarias Municipais, Coordenadorias ou Assessorias Especiais vinculadas diretamente ao Gabinete da Prefeitura, os quais integrarão o Sistema Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação; 2. Garantir a partic