Pular para o conteúdo principal

Postagens

INEP PRECISA DE AUTONOMIA POLÍTICA

Temos acompanhado a novela do Exame Nacional de Ensino Médio-Enem, de um lado, sociedade civil organizada, movimento estudantil e parlamentares tem solicitado ao Ministério da Educação-MEC o adiamento do cronograma do Exame, de outro lado, o Ministro Abraham Weintraub batendo o pé e se recusando a dialogar.

O Senado Federal aprovou projeto de lei pelo adiamento e na sequência a Câmara dos Deputados deveria fazer o mesmo, contudo, recuou em função de nota oficial do INEP/MEC confirmando o adiamento e de postagem do Presidente no Facebook no mesmo sentido.

Rede social não é diário oficial, o que estava postulado na lei trazia segurança jurídica para os estudantes e representava medida preventiva para o futuro. Agora estamos no pior dos mundos, não sabemos se o adiamento será efetivado e não resolvemos o problema para as próximas gerações de brasileiros, mais estranho foram as comemorações.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira-Inep é o órgão vinculad…
Postagens recentes

ADIAR O ENEM É NECESSÁRIO

Tenho na defesa da escola pública uma das minhas causas. Que escola é essa? São 141.298 estabelecimentos de ensino que atendem 40 milhões de estudantes em todo o Brasil. Nessas escolas persistem desigualdades que marcam nossa história como civilização, são visíveis e inescapáveis a todos os banhos de mídia e às retóricas desviantes.

A pandemia do coronavírus não inventou as desigualdades da escola pública brasileira, mas as agravou e as evidenciou. Por exemplo, as plataformas de ensino via internet ou celular prevalecem como solução para suprir a ausência de aulas. O que nos alerta para a exclusão digital em nosso país, onde 33% dos domicílios não possuem acesso à internet, conforme pesquisa TIC Domicílios.

A desigualdade educativa se reflete nas condições dos estudantes da escola pública em participarem no Exame Nacional do Ensino Médio-ENEM, o qual foi criado para equilibrar e corrigir as distorções no acesso à Universidade.

Esses estudantes estão sem aulas há tempos e em sua maiori…

Onze teses urgentes para uma pedagogia do contra-isolamento

1. Os ensinamentos da COVID-99


Se o mesmo vírus tivesse sido desencadeado 20 anos atrás, e sabemos que 20 anos não é nada, o COVID-99 nos encontraria em quarentena com rádio, TV a cabo, conexões à Internet principalmente por telefone (para a minoria conectada) e telefones celulares com tampinha. Sem plataformas, sem redes sociais, sem vídeos sob demanda, sem streaming ou videochamadas e com uma web ainda acordando.


O que teríamos feito em 1999 com a educação escolar? Como em situações semelhantes (terremotos, epidemias, guerras, inundações), certamente teríamos assumido a perda de avançar para planejar o retorno às escolas.


A cultura digital, as redes e as telas nos incentivam a pensar que desta vez vamos perder menos ou não vamos perder diretamente. E em virtude do culto ao imediatismo, rapidamente nos propusemos a fornecer soluções imediatas para continuar a educação. E aqui nada aconteceu.


No entanto, a abordagem ganha/perde nesse caso não é apropriada. É necessário r…

SÉRGIO VIEIRA DE MELLO

Tenho grande apreço por biografias pelo que guardam de inspiração para a nossa vida. Vejo-as como lições derivadas da experiência que alimentam a reflexão e ajudam a nos guiar pelos caminhos das lutas de cada um. É sempre um aprendizado enriquecedor que ilumina o presente, sem dúvidas, Sérgio Vieira de Mello é um desses exemplos.

O filme “Sérgio”, dirigido por Greg Baker e estrelado por Wagner Moura; o documentário “Sérgio”, também dirigido por Greg Baker; e o documentário “Sérgio Vieira de Mello – o legado de um herói brasileiro”, de Wagner Sarmento e André Zavaride permitem conhecer aproximadamente esse personagem histórico.

Aos que desejarem conhecer de forma mais aprofundada, sugiro a biografia “O Homem que queria salvar o mundo”, de Samantha Power e o livro “Sérgio Vieira de Mello: pensamento e memória”, de Jacques Marcovitch.

Sérgio Vieira de Mello (1948-2003), nasceu no Rio de Janeiro, filho de Gilda dos Santos e do diplomata Arnaldo Vieira de Mello. O pai diplomata o fez c…

IMPACTO DAS DESIGUALDADES NA EDUCAÇÃO

O mundo vive algo inédito na história recente, a suspensão das aulas alcançou 191 países, 1,575 bilhão de estudantes, isso significa 91,3% da população estudantil. O período de quarentena requerido para contribuir com o enfrentamento do coronavirus trouxe desafios enormes para os sistemas educacionais e para as famílias, ambos despreparados para a modalidade de educação a distância ou remota.

Em casa, temos alternado entre as tarefas domésticas e as tarefas escolares dos filhos pequenos. É muito claro para mim que não podemos substituir os professores da educação infantil e do ensino fundamental, menos ainda a instituição escolar. As instituições escolares, por sua vez, precisam moderar os conteúdos, não se trata de ensinarmos no lugar dos professores, mas de auxiliarmos nas atividades adequadas ao momento.

Jaime Saavedra, Diretor Global de Educação do Banco Mundial enfatiza que tal suspensão de aulas nunca ocorreu em nível global e chama nossa atenção para o fato de que só 20 a 30% …

AGENDA PARA EDUCAÇÃO NA PANDEMIA

A educação pública brasileira precisa agir de forma mais assertiva quanto ao inédito período de suspensão prolongadas das aulas provocado pela pandemia do coronavírus, proponho a seguinte Agenda de Ação:

1. Adiar a data de aplicação do ENEM
2. Transferir valor equivalente à merenda escolar aos estudantes das famílias no CADÚNICO do Programa Bolsa Família
3. Formular robusto programa de informatização com os recursos do FUST, criando ou atribuindo a empresa estatal essa tarefa
4. Adequar as aulas e exigências dos sistemas e instituições escolares a realidade dos estudantes, considerando idade, nível de ensino e conteúdo a ser ensinado
5. Oferecer apoio permanente aos professores para que possam se adaptar e dar conta desse desafio tão especial
6. Oferecer apoio permanente às famílias para que se sintam assistidas no desafio de auxiliar e acompanhar seus filhos
7. Criar rede nacional de educação em TV Aberta utilizando a programação produzida em experiências consagradas como as do Canal Futur…

CIÊNCIA PARA SALVAR VIDAS

O mundo está mobilizado para combater a pandemia do coronavírus, todos os países tem lançado pacotes econômicos para assegurar proteção social e compensação dos prejuízos, em paralelo tem investido na rede de saúde para salvar vidas. O Brasil demorou a entender, mas parece que finalmente tomamos o rumo do bom senso. Não há exceção a essa regra e mesmo os últimos descrentes já se converteram ou foram curvados pela realidade.

A pergunta que muitos fazem é se poderíamos ter evitado tal situação ou pelo menos termos mais acúmulo para sua mitigação. Nosso país se caracteriza pelo improviso e voluntarismo, vantajosos em termos de criatividade e mídia social, problemáticos em termos de sustentabilidade e resolução.

Apesar de termos Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, não temos projetos nacionais de pesquisa para a solução de problemas específicos ou prioritários como Nação. Fiz isso com a ideia de Institutos Estaduais de Ciência, Tecnologia e Inovação-IECTs, não eram pr…

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *