Pular para o conteúdo principal

Postagens

Sistema Nacional de Bibliotecas Escolares

Foi sancionada a lei que cria o Sistema Nacional de Bibliotecas Escolares, o SNBE. A lei também reitera o objetivo de universalização das bibliotecas nas escolas. Hoje só 31% das escolas públicas tem biblioteca. Link http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2023-2026/2024/lei/L14837.htm 2023-2026/2024/Lei/L14837.htm
Postagens recentes

Laboratórios de ciência nas escolas estaduais de ensino médio

Laboratório de ciência está desde o início do século XX como uma necessidade nas escolas, Anísio Teixeira percebeu isso lá atrás. Contudo, não é a realidade das escolas públicas de ensino médio, por exemplo. O Ranking dos Estados fica assim - p ercentual de laboratórios de ciências por escolas estaduais de ensino médio (Censo Escolar 2023): 1. Ceará - 87,4% 2. Paraná - 80,7% 3. Rio Grande do Sul - 80% 4. Espírito Santo - 70,2% 5. Distrito Federal - 61,2% 6. Rio Grande do Norte - 56,6% 7. Alagoas - 54% 8. Rondônia - 51,9% 9. Rio de Janeiro - 49,4% 10. Paraíba - 46,6% 11. Pernambuco - 46,2% 12. Pará - 44,7% 13. Mato Grosso do Sul - 41,9% 14. Goiás - 41,3% 15. Minas Gerais - 40,7% 16. Sergipe - 39,1% 17. Amazonas - 39% 18. Santa Catarina - 38,8% 19. Maranhão - 27% 20. São Paulo - 26,6% 21. Mato Grosso - 25,7% 22. Bahia - 21,6% 23. Piauí - 21,3% 24. Amapá - 19,7% 25. Acre - 16,3% 26. Tocantins - 15,8% 27. Roraima - 14,3%

Tetsuo Tsuji - um sumurai em terras do Maranhão

Esta semana faleceu meu querido amigo Tetsuo Tsuji (1941-2023), um sumurai em terras maranhotas. Nascido em 13 de julho de 1941 em São Paulo construiu sua carreira lá e no Maranhão. Neste espaço presto minha sincera homenagem. Formado em Administração Pública e Direito pela USP, mestre em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas-FGV e doutor em Administração pela USP. Tetsuo trabalhou na Secretaria de Finanças do Estado de São Paulo e foi professor na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP. Largou tudo e veio para Maranhão ser empresário na área de agricultura e pesca, formou família. A vida acadêmica volta na Universidade Federal do Maranhão-UFMA onde se tornou professor e reconstruiu carreira. No Maranhão foi pioneiro nos estudos de futuro e planejamento estratégico, contribuindo para o processo de planejamento do desenvolvimento no âmbito do Governo do Estado. É aqui que nos conhecemos, na experiência do Governo Jackson Lago (2007-2009). Tinha uns 2

A escola honesta

a) O que falta na escola pública? 69% não tem bibliotecas 91% não tem laboratório de ciências 70% não tem laboratório de informática 77% não tem sala de leitura 65% não tem quadra de esportes 75% não tem sala de atendimento especial São dados do Censo Escolar de 2022 e que acompanho há mais de 10 anos, afirmo com segurança, pouco ou quase nada mudou. b) E as propostas de solução? - formação continuada - flexibilidade curricular - gestão por resultados - avaliações de aprendizagem - plataformas a distância - internet Darcy Ribeiro finaliza um dos seus livros mais emblemáticos dizendo que nossa tarefa nacional é criar escola honesta para o povo. Quando?

O que fazer em um ataque à escola?

O Brasil ainda não tem seu próprio protocolo para essa situação. O Bureau of Justice Assistance do Departamento de Justiça dos Estados Unidos e a International Association of Chiefs of Police (IACP) produziram um Guia sobre este tema, o Guide for Preventing and Responding to School Violence. Compartilhamos com vocês a tradução que fiz de uma das seções do guia que se refere ao papel dos diretores escolares, professores e equipe da escola durante uma situação de ataque. Resposta Imediata 1. No início de uma situação, as seguintes coisas precisam acontecer o mais proximamente possível umas das outras. Gestores, professores e equipe terão que usar julgamento individual quanto ao que eles podem e devem fazer primeiro, tendo em mente que seu papel principal é cuidar de crianças em risco. 2 . Tire os alunos do perigo. Quando possível, entre em contato com a autoridade escolar apropriada ou a pessoa da equipe de gestão de crises para determinar se a evacuação ou o bloqueio é a resp

Papel das famílias na luta contra o discurso do ódio

  Qual o papel das famílias na luta contra o discurso de ódio? É muito comum só pensarmos na escola, no professor, nos governos e esquecermos que a FAMÍLIA também tem um papel chave na luta contra o discurso do ódio. Como? O que fazer? 1. Observação: procure termos que possam surgir na conversa normal de seu filho e que possam ser prejudiciais (por exemplo, “Isso é tão gay”). Embora seu filho não queira prejudicar os outros, aqueles que ouvem essas frases podem considerá-las prejudiciais e odiosas. 2. Atitude aberta: incentive seu filho a ter uma atitude aberta e honesta curiosidade sobre outras pessoas. Alguns casos de discurso de ódio são devidos à ignorância ou informações falsas que são projetadas para recrutar jovens para um grupo de ódio ou ideologia radical. 3. Empatia: incentive a empatia, principalmente online onde é fácil esquecer que existe uma pessoa do outro lado da tela. 4. Comportamento: fique atento ao comportamento do seu filho em grupos, pois seu filho pode se

A violência contra as escolas está vinculada a expansão do extremismo de direita no Brasil e no mundo

Entrevista publicada no blog O INFORMANTE ( link ) ----------- Um dos assuntos mais pautados pela ‘grande mídia’ do Brasil nos últimos dias tem sido a violência na escola, o que se deve principalmente ao fato de ter crescido o número de ataques nas instituições de ensino no País. Só nestes primeiros quatro meses de 2023, ao menos cinco “grandes casos” viraram manchete na imprensa. Seguindo a pauta, conversamos com o professor Jhonatan Almada, membro da Campanha Nacional pelo Direito à Educação e doutorando em educação pela Unesp, com larga experiência à frente de escolas públicas do Maranhão. JORNAL PEQUENO – Professor, no final de março, em entrevista ao jornal Estadão, a também professora universitária Telma Vinha - especialista em convivência escolar e formação ética - ao repercutir sobre a violência nas escolas de São Paulo afirmou que ‘Vai acontecer de novo, só não se sabe onde’. Infelizmente voltou, agora - pra citar o caso mais recente - a chacina de Blumenau, em uma creche, vit