Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2017

O IEMA INOVA COM EDUCAÇÃO TÉCNICA INTEGRAL

Jhonatan Almada, historiador. Começamos a implantação do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) dia 1º de janeiro de 2015 quando era uma folha de papel com este nome. Atentos ao fraco desempenho do Governo do Estado na oferta de qualificação profissional para nosso povo e o desinteresse dos jovens pela educação tradicional, pensamos que o IEMA poderia ocupar este espaço e ser referência. O diferencial do IEMA em relação à rede federal e sistema S é que trabalhamos com educação técnica integral. O modelo pedagógico inovador tem duas linhas de implementação: a institucional e a escolar. Quanto à linha institucional, 2015 foi o Ano da Implantação (equipes, infraestrutura e equipamentos), 2016 foi o Ano da Consolidação (matrícula, funcionamento, avaliação), 2017 foi o Ano da Expansão (saímos de 3 para 7 unidades). Quanto à linha escolar, cada unidade passa pela fase da Sobrevivência (Ano I), Crescimento (Ano II) e Sustentabilidade (Ano III)

CIÊNCIA PARA O DESENVOLVIMENTO

Jhonatan Almada, historiador O Maranhão tem singularidades muito próprias que ao principiante podem escapar em uma primeira mirada. Temos uma oposição desorientada que se declara contra a criação de novas Universidades, mas vota a favor da criação. Temos certos setores conservadores que não querem ver os maranhenses mais humildes viajarem para o exterior. Temos gente que acredita na capacidade do Governo de Estado de fazer política econômica, algo exclusivo da União. Encontramos até quem acredite que o Governo do Estado tem de fazer todas as obrigações dos municípios, isentando as prefeituras do seu papel de ente federativo com responsabilidades próprias.  Essas singularidades evidenciam o enorme desafio que enfrentamos ao realizar Governo voltado para os interesses e necessidades dos mais humildes, sem descuidar do apoio ao setor empresarial. Equilíbrio que tem assegurado mais empregos e crescimento econômico ao Maranhão, respaldando-nos em gestão fiscal séria, transpa