Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

PACTO COMO PROJETO

Jhonatan Almada, historiador, escreve as sextas-feiras no Jornal Pequeno É importante compreender o sentido de um pacto. Um pacto é um acordo sobre projeto ou projetos consensuais, firmado por um grupo heterogêneo do ponto de vista político-ideológico. A isso, o ex-governador e atual deputado federal José Reinaldo se referiu no seu recente artigo. Muitas interpretações, na maioria desproporcionais e enviesadas, surgiram em relação a essa proposta. Variaram do entreguismo ao peleguismo, do denuncismo ao cretinismo, do “eu não disse” ao “eu sempre soube”, não debateram o sentido da ideia e a inserção da mesma na conjuntura nacional. Não se está falando na ausência de punição em relação aos crimes cometidos, sequer na suspensão dos processos investigatórios ou auditorias em andamento. Também não se menciona repartição de espaços no governo. Essas coisas são impossíveis de negociar. O conteúdo da proposta é um pacto por um projeto para o Maranhão. O projeto são ações prioritári

CIDADÃO DO MUNDO

Jhonatan Almada, historiador, escreve as sextas-feiras no Jornal Pequeno Recentemente lançamos o edital “Maranhão no Ciência sem Fronteiras” com o objetivo de identificar, reconhecer e valorizar a participação dos maranhenses nesse importante programa do governo federal. Temos recebido inúmeros relatos de experiência dos participantes que retornaram. Todos, sem exceção, sublinham o caráter único e impactante da experiência de intercâmbio em suas vidas. Não só do ponto de vista do conhecimento adquirido, como também da vivência experimentada. Atestam o sucesso desse programa. Países como Chile e Argentina também criaram seus programas para a concessão de bolsas de estudo no exterior com o objetivo de superar entraves e limitações em termos de pessoal altamente qualificado. O conhecimento se tornou fator crucial para o desenvolvimento. Essa constatação aparentemente óbvia, demorou a chegar entre nós e ainda não se concretizou em toda sua plenitude. Apesar disso, os exe

O SONHO DA CIÊNCIA PARA O MARANHÃO

Jhonatan Almada, historiador, escreve as sextas-feiras no Jornal Pequeno No momento em que o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), completa 30 anos, vemos o quanto ainda precisamos avançar e o quanto avançamos. Saímos da irrelevância na década de 1980 para um patamar significativo em produção científica, impacto de publicações, investimento e formação de recursos humanos. Registre-se o papel destacado do maranhense Renato Archer, o primeiro ministro da pasta e responsável pela sua estruturação. Para que o Brasil supere seu complexo de vira-latas se reveste como indispensável o conhecimento de si e o domínio do conhecimento mais avançado. Elementos cruciais para isso estão na engenharia aeroespacial, tecnologia da informação, nanotecnologia, energia renovável e produção de novos materiais. Investimento colossal a fundo perdido, sem interferências burocráticas permitirão superarmos esse nó histórico nos próximos 20 anos. Hoje, ainda somos mais importadores que cr

O MARANHÃO NO TEMPO DO MUNDO

Jhonatan Almada, historiador, escreve as sextas-feiras no Jornal Pequeno. O Memorial de Martin Luther King Jr possui uma imponente estátua desse estadista negro e militante pelos direitos civis. A estátua emerge de uma rocha, cuja lateral traz uma frase esculpida: “Out of the mountain of despair, a stone of hope”, do discurso “I have a dream”, de 28 de agosto de 1963. “With this faith we will be able to hew out of the mountain of despair a stone of hope”. Uma possível tradução seria “com esta fé nós poderemos retirar da montanha do desespero, uma pedra de esperança”. Apesar dos desconcertos, o mundo poderá vivenciar uma nova quadra histórica. O papa Francisco como mediador pela paz contribuiu para o reestabelecimento das relações entre Estados Unidos e Cuba, reconheceu formalmente o Estado da Palestina e defendeu o diálogo com o islamismo extremista. O presidente Obama conseguiu implantar uma política social de saúde nos Estados Unidos, com fortes reações e resistências da di