Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO E A ALTERNÂNCIA DO PODER NO MARANHÃO

OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO E A ALTERNÂNCIA DO PODER NO MARANHÃO  Jhonatan Almada, historiador, integra o quadro técnico da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).   O monopólio de comunicação do grupo dominante local é um dos maiores óbices à democracia no Maranhão. O monopólio da verdade (que eles exercem) impossibilita e fragiliza o dissenso. É utilizado como arma de desconstrução de qualquer governo que lhes seja potencialmente ameaçador, vide as estratégias utilizadas contra José Reinaldo, Jackson Lago ou o atual prefeito de São Luís, Edvaldo Holanda Júnior. O cerne dessa estratégia foi e é apresentar os adversários como incompetentes, sem projeto, negativos, impopulares e equivocados, independentemente de o serem ou não. Cientes disso, contudo, não podemos confundir os donos das empresas de comunicação com os profissionais que lá trabalham. É importante respeitar aqueles e aquelas que vivem do trabalho nesses meios de comunicação, preservando a liberdade de imprensa e

ALTERNÂNCIA DO PODER NO MARANHÃO E O CREPÚSCULO DA OLIGARQUIA SARNEY

ALTERNÂNCIA DO PODER NO MARANHÃO E O CREPÚSCULO DA OLIGARQUIA SARNEY Jhonatan Almada, historiador, integra o quadro técnico da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) A continuidade de Roseana Sarney no cargo de Governadora do Estado do Maranhão e a ausência de candidato viável no seu grupo político, tanto para a disputa de Governador, quanto de Senador são algumas das linhas que nos permitem vislumbrar o crepúsculo da oligarquia liderada por José Sarney. A tendência é que o inner circle ou círculo próximo da família fique sem mandato. A vitória da oposição sepultará no médio prazo as condições que ainda possibilitam a manutenção desses mandatos. Essa vitória, sabiamente frisou Manoel da Conceição, depende de uma campanha que por sua importância assumiu caráter humanitário. A aliança denominada "Partido do Maranhão", sob a liderança de Flávio Dino é uma frente ampla cujo fundamento se assenta na necessidade imperiosa de vencer a oligarquia, virar a página da histór

A ALTERNÂNCIA DO PODER NO MARANHÃO E O PROGRAMA DE GOVERNO

Jhonatan Almada, historiador, integra o quadro técnico da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) O intenso processo de consulta que precede a elaboração do Programa de Governo de Flávio Dino, pré-candidato a governador nas eleições deste ano, inaugura uma prática democrática que mobiliza as lideranças e a sociedade civil organizada na análise das propostas e apresentação de sugestões, questionamentos e inquietações. Não recordo processo similar na história política recente do Maranhão, não antes das eleições e com tanta capilaridade nos municípios. Percebo um interesse e engajamento reais da população pela mudança. As discussões são setoriais. Mesmo na elaboração de um Programa de Governo temos dificuldades em objetivar a integração das políticas públicas. A setorialidade é a regra. A integração é a exceção. A experiência do debate temático expõe um raciocínio usual ou comum: preciso escrever algo do meu setor dentro dessa temática de modo a evidenciar sua especificidade e g