Pular para o conteúdo principal

SÃO LUÍS DO FUTURO

O Jornal Pequeno-JP, herdeiro de Ribamar Bógea, lançou ainda em 2018 o portal São Luís do Futuro, proposta que objetiva dar visibilidade ao tema da inovação, do empreendedorismo e dos negócios tecnológicos como alternativas viáveis para o desenvolvimento local, vide experiências exitosas no Brasil e no exterior. Parabenizo a equipe do JP pela excelente iniciativa colocando São Luís como centro de um debate necessário e a merecer maior atenção de todos nós que aqui vivemos.

O Maranhão tem a marca do Mito de Sísifo, o homem que carrega a pedra até o cume da montanha, logo depois, a pedra rola até a base e o homem deve novamente carregar a pedra até o alto. Vejam, a ideia de um polo tecnológico em São Luís, por exemplo, vem sendo acalentada por intelectuais, empresários e governos ao longo dos anos.

O grande drama é que deixamos de acreditar em planejamento. Nossa terra rejeita planos e projetos que exijam mais de nós do que retórica e forma, pontual e imediato. Os projetos que exigem conteúdo e suor, continuidade e esforço coletivo tem enormes dificuldades de germinar. É claro que isso não é um destino, apenas uma constatação provisória.

A China que começou praticamente no mesmo patamar que o Brasil na corrida espacial na distante década de 1980, nos ultrapassou há muito. China está em seu 13º Plano Quinquenal, planejamento de médio prazo que tem funcionado há 65 anos com centralização política, mercado gigantesco e capitalismo de Estado. Lançaram o primeiro chinês no espaço, façanha alcançada até então por União Soviética (a primeira) e depois Estados Unidos. Agora os chineses também chegaram no lado oculto da lua, foram pioneiros no mundo.

Cláudio Marinho, do exitoso Porto Digital de Recife nos contou um pouco das lições aprendidas na implantação desse projeto. A lição que mais chamou minha atenção foi a prevalência da sociedade civil organizada e iniciativa privada no projeto como fator-chave para a experiência ter dado certo e continuar, para além das mudanças de governo.

A segunda lição que me pareceu bastante fecunda foi a necessidade de uma narrativa convincente e rica, banhada na cultura local, que reúna pessoas e instituições na implementação do projeto. Contar uma história que encante corações e mentes para caminharem juntos do estágio atual para a imagem-objetivo no dizer de Carlos Matus.

Qualquer empreendimento humano precisa da dimensão imagética, do sonho. O sonho ou a visão é onde queremos chegar, implica em produzir o conteúdo sobre o como estamos e porque não gostamos da situação atual. É algo como a busca do paraíso terreal em seu sentido mais profundo, desejamos o mais e o melhor, no entanto, nem sempre galvanizamos líderes e liderados, governantes e governados para palmilhar essa busca, perseverar e se obstinar até alcançá-la ou chegar perto.

A relevância da iniciativa do valoroso Jornal Pequeno é colocar o tema em evidência, provocar o movimento, convidar para a ação coletiva e conquistar inteligências para desenhar o sonho. Desejo sucesso e vida longa!

Comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas deste blog

TALENTOS PERDIDOS

Os caminhos para alcançar a excelência na educação são conhecidos e estão registrados em inúmeros estudos e pesquisas. Por outro lado, o uso dessa informação para tomada de decisão é um problema latino-americano. Constatei isso ao dialogar com colegas de outros países no Programa Regional de Formação em Planejamento e Gestão de Políticas Educativas promovido pelo Instituo Internacional de Planejamento da Educação da UNESCO.

O Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais-CEIPE disponibiliza estudos e pesquisas com a finalidade de subsidiar o desenho de políticas públicas educacionais. O Centro foi recentemente criado e está vinculado à Fundação Getúlio Vargas-FGV, sendo dirigido por Cláudia Costin, experiente profissional com passagens relevantes em cargos de gestão no âmbito municipal, estadual, federal e internacional, foi Diretora Global de Educação do Banco Mundial.

Recomendo ao público interessado a leitura do informativo Políticas Públicas em Ação Nº 1 com a temát…

REGRAS SÃO IMPORTANTES (DISCURSO DE COLAÇÃO DE GRAU)

DISCURSO DA SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS TÉCNICOS DO IEMA NA UNIDADE PLENA DE SÃO LUÍS

São Luís, 30 de janeiro de 2019

Uma grande noite a todos nós!

Cumprimento as autoridades presentes na equipe escolar da Unidade Plena de São Luís Centro, na pessoa do gestor geral professor Moisés, gestora administrativa professora Hildejane e o gestor pedagógico professor Jhonatan Camilo,

Cumprimento todas as famílias aqui presentes,

Cumprimento todos os professores e funcionários,

Cumprimento em especial todos os estudantes que colarão grau,

Senhoras e Senhores,

Esta colação de grau do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, o IEMA, ocorre no marco dos 4 anos de vida institucional completados dia 2 de janeiro de 2019. Foi uma longa e trabalhosa jornada para chegarmos a este dia.

Lembro bem do desafio de implantar esta Unidade em especial, desafio que nos consumiu, dois episódios exemplares: quando me ligaram avisando que “meus meninos” marchavam para o Palácio…

VOCÊS FAZEM PARTE DESSA HISTÓRIA (DISCURSO DE COLAÇÃO DE GRAU)

Bacabeira, 3 de janeiro de 2019 Uma grande noite a todos nós!

Cumprimento as autoridades presentes na equipe escolar da Unidade Plena de Bacabeira, na pessoa da gestora geral professora Ana Cláudia, gestor administrativo Antônio e a gestora pedagógica Geane,

Cumprimento todas as famílias aqui presentes,

Cumprimento todos os professores e funcionários,

Cumprimento em especial todos os estudantes que colarão grau,



Senhoras e Senhores,



O Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, o IEMA, completou 4 anos de vida, dia 2 de janeiro de 2019. Vocês fazem parte dessa história, história construída pelo trabalho em equipe.

Antes de chegarmos a este dia tão importante, muitas pessoas conceberam, pensaram, planejaram nosso Instituto, homenageio todas elas em nome do deputado Bira do Pindaré, fundador e quem inaugurou esta Unidade e ao governador Flávio Dino que ousou criar uma nova instituição pública de ensino no Maranhão.

Esta nova instituição que antes era uma página no…