Pular para o conteúdo principal

Ciência, Tecnologia e Inovação

Nesta seção apresento as principais iniciativas de minha gestão como Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação no período de março/2016 a agosto/2017 no Governo Flávio Dino:

  • Sistema Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação: conjunto de projetos de lei, decretos e propostas de emenda constitucional instituindo o Sistema, criando o Conselho Estadual da área, a Lei Maranhense de Inovação, o Fundo de Inovação, a Lei de Incentivo à Ciência e a inclusão da Inovação na Constituição Estadual. 
  • Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão-IEMA: implantamos as Unidades Plenas de Axixá, São José de Ribamar, Timon e Coroatá, e Unidades Vocacionais de Bequimão, Codó, Caxias e Ribeiraozinho.
  • Centro de Educação Científica do IEMA: quarto centro do gênero do Brasil e primeiro do Maranhão onde desenvolvemos projeto pedagógico de educação científica para estudantes do ensino fundamental do 6º ao 9º ano. O projeto se vincula à iniciativa do neurocientista Miguel Nicolelis através do Instituto Santos Dumont. 
  • Rede Ciência Maranhão: estruturação de órgãos municipais de Ciência, Tecnologia e Inovação no Estado do Maranhão com o objetivo de implementar uma Agenda de Municipalização da CT&I e integração desses órgãos com o Sistema Estadual, Universidades e outras entidades e instituições de produção do conhecimento e cultura. 
  • Agenda de Municipalização da Ciência, Tecnologia e Inovação: agenda com nove propostas de programas, projetos e ações a serem desenvolvidos pelos municípios em parceria com o Governo do Estado.
  • Articulação para Integração das Redes de Internet do Nordeste-ARIANO: iniciativa que lancei no Fórum Nordeste do CONSECTI, propondo termo de cooperação técnica para as redes estaduais de internet fossem integradas em um única rede, somando-se ao esforço da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).
  • Luminar - Caravana da Ciência: primeiro e maior programa de popularização da ciência criado no Maranhão com Oficinas e Planetário. As oficinas de Astronomia, Arqueologia/Paleontologia, Matemática, Games, Robótica, Eletricidade Básica e o Planetário móvel são levados para escolas públicas de todo o Maranhão.
  • Programa Pré-Universitário para o vestibular do ITA (PreUNI-ITA): primeiro programa de preparação para o Vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica-ITA, conseguimos que São Luís fosse incluída como local de prova. 
  • Maranet: primeira rede internet gratuita do Governo do Maranhão, levando acesso para locais públicos de grande circulação de pessoas. 
  • Centro Ignacio Rangel de Estudos do Desenvolvimento: centro criado com o objetivo de discutir o desenvolvimento do Brasil e do Maranhão a partir de redes de colaboração em pesquisa e atração de pesquisadores fixados mediante bolsas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão-FAPEMA.
  • Institutos Estaduais de Ciência, Tecnologia e Inovação (IECTs): redes de pesquisadores associados a empresas para a solução de problemas que possam gerar inovação. Criamos o de Economia Criativa, Energias Oceânicas e Biotecnologia. 
  • Rede de Assessorias de Assuntos Internacionais das Instituições de Ensino e Pesquisa-Reinter: rede que reúne as assessorias das instituições, realiza intercâmbio de informações e compartilha convênios de cooperação internacional.
  • Biblioteca Básica Maranhense-BBM: enciclopédia sobre o Maranhão que reunirá os principais livros e autores que contribuíram para a interpretação de nossa realidade. 
  • Guia de Centros e Museus de Ciência do Maranhão: primeiro guia do gênero que reuni dados sobre os principais centros e museus que tratam de popularização e difusão da ciência em nosso estado. 
  • Estado da Ciência no Maranhão: documento que reuni informações sobre os investimentos federais e estaduais em Ciência no Maranhão, bem como, mapeia a distribuição dos pesquisadores por mesorregião e área do conhecimento. 
  • Restauração dos Códices do Senado da Câmara de Alcântara, documentos do século XVII e XVIII.
  • Prêmio Estadual Construindo a Igualdade de Gênero: premiação que reconhece trabalhos acadêmicos de graduadas, mestrandas e lideranças na defesa da igualdade de gênero.  
  • Medalha Renato Archer: distingue pesquisadores e instituições que contribuíram para a implementação da política estadual de ciência, tecnologia e inovação.
Uma síntese das realizações pode ser encontrada na Revista Maranhão Ciência através do link https://issuu.com/jhonatanalmada/docs/interativo_revmacnc.pdf.


Comentários

  1. Valeu, professor, as informações do Blog estão ajudando na construção do artigo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas deste blog

MIL DIAS DO GOVERNO FLÁVIO DINO

O Governo Flávio Dino completou mil dias de efetivo exercício nesta semana. Quem está imerso no enfrentamento dos grandes problemas do Maranhão sabe do significado deste número. O semióforo dos mil dias oportuniza fecunda reflexão sobre o que tem sido feito pelo Governo do Maranhão em conjuntura adversa e drástica do Brasil.

Quando assumiu o governo, Flávio Dino decidiu imprimir ritmo de campanha na ação do Poder Executivo acostumado a formas tradicionais de agir ou paralisado pelos tecnicalismos vazios. Podemos resumir isso em uma frase: o governador que trabalha mais de 12 horas por dia e atravessa madrugadas no encalço de suas metas e dos responsáveis por elas. Nunca teci elogios sem fundamento. Não se pode perder tempo e este espírito se apoderou dos que se imbuíram do exemplo e procuraram imitá-lo no limite de suas capacidades individuais e condições disponíveis.

Não foi um passeio chegar aos mil dias com o conjunto de obras e serviços entregues pelo Governo. A brutal escasse…

O DESAFIO DO ENSINO DE INGLÊS NA REDE PÚBLICA

Fazendo as contas completei 10 anos como articulista de jornais, escrevendo artigos de opinião. Destaco o Jornal Pequeno como espaço privilegiado para compartilhar minhas reflexões sobre temas de interesse e questões contemporâneas que merecem ser debatidas. Os artigos acumulados já resultaram em quatro livros: “Planejamento que marca caminhos”, “A alternância do poder político no Maranhão”, “Crítica à indiferença: política, ciência e educação” e “Ciência e educação como agentes de desenvolvimento”.
Dando continuidade a essas reflexões abordo hoje o problema do ensino de inglês na rede pública. O British Council publicou a pesquisa “O ensino de inglês na educação pública brasileira” apresentando os aspectos institucionais, o contexto escolar, o perfil dos professores e os desafios para o ensino desse idioma.
Uma primeira conclusão importante é que o ensino de inglês não é uma diretriz obrigatória nos documentos que regulam a educação, seja na esfera federal, seja nas esferas estaduai…

OBAMA NO BRASIL II

Acredito que qualquer político em início de carreira deve ser alvo de muitas depreciações, seja porque não lhe reconhecem como tal, seja porque sempre minimizam o trabalho realizado como algo banal ou simplório. Assim imagino a reação ao Obama dos primeiros anos, começando seu agir político nas comunidades, atuando em prol da organização das pessoas para resolverem os problemas mais agudos que lhes afetam.

A incapacidade de reconhecer tem raiz no apagamento do outro, enxergar no outro não um parceiro e igual, mas um mero semovente útil para determinadas tarefas e circunstâncias. Os tempos de mentiras aceleradas pela velocidade dos fluxos de informação constroem biografias precoces e também desumanizam abruptamente. Agradecer é reconhecer, pois não se constrói nada duradouro sem a participação de muitos outros, anônimos ou cavaleiros marginais, à margem, mas cavaleiros. Cada um traz seu tijolo para o edifício da história.

A comparação é um recurso comum para nos posicionarmos sobre q…