Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2014

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PARA TODOS NÓS

Bira do Pindaré, deputado estadual e futuro Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação do governo Flávio Dino
Jhonatan Almada, técnico em assuntos educacionais na Universidade Federal do Maranhão 

            Para compor o quadro em que se encontra a Ciência e a Tecnologia no Maranhão é fundamental recorrermos aos principais indicadores produzidos sobre o assunto, em especial os do IBGE/PNAD, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), CNPQ, Finep, Inep, bem como, os indicadores produzidos pelo próprio Governo do Estado, cuja gestão ora termina. É indispensável analisarmos a situação da área de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), da área de ensino superior e da área de educação profissional e tecnológica no Maranhão.
            Em relação ao IBGE/PNAD (2011, 2013), o Governo Flávio Dino herdará um estado onde somente 15,8% dos lares maranhenses possuem microcomputador e acesso a internet, tornando-nos a unidade da federação com o menor índice de utilização da…

O ENCONTRO DE FLÁVIO DINO

Jhonatan Almada, historiador e quadro técnico da Universidade Federal do Maranhão (UFMA)


Os historiadores continuam gostando de datas. O dia 19 de dezembro de 2014 ingressa no Calendário histórico de um Maranhão mais justo e desenvolvido com a diplomação do governador eleito Flávio Dino. É emblemático, pois simboliza a esperança da mudança, sentimento verdadeiro e genuíno naqueles e naquelas que ainda acreditam na política como instrumento de transformação social e de luta pelo bem comum do povo.
Eduardo Galeano, no livro Os Filhos dos Dias, reserva para o dia 20 de dezembro, o texto “O encontro”: A porta estava fechada:
- Quem é?
- Sou eu.
- Não conheço você.
E a porta continuou fechada.
No dia seguinte:
- Quem é?
- Sou eu.
- Não sei quem você é.
E a porta continuou fechada.
E no outro dia:
- Quem é?
- Sou você.
E a porta se abriu.
(Do poeta persa Farid al-din Attar, nascido em 1119, na cidade de Nishapur)
Esse texto remete ao encontro do Maranhão consigo mesmo, com as maiorias heterogêneas que soment…

Agradecimento Prêmio Augusto Mochel para Clay Lago

Jhonatan Almada, primeiro secretário do Instituto Jackson Lago

Gostaria de parabenizar o PCdoB de São Luís na pessoa do seu presidente Márcio Jerry pela 8ª edição do Prêmio Augusto Mochel. Nessa edição, Clay Lago, presidente do Instituto Jackson Lago é homenageada. Clay tem batalhado pela afirmação do Instituto que leva o nome do saudoso Jackson Lago, quase sem recursos e contando com o apoio de meia dúzia de colaboradores, a maioria ex-integrantes do Governo Jackson. Esse pequeno grupo conseguiu realizar eventos com pessoas renomadas (Stédile, Marco Villa e Beatriz Bissio), publicar livros (Governo Jackson: o legado e a Palavra de Jackson) e revista (Revista do Instituto), bem como, organizar na sede provisória do Instituto, parte fundamental do acervo material e imaterial da vida pública de Jackson Lago.
Foi muita coisa em curto espaço de tempo (2012-2014) e é por isso, como primeiro secretário do Instituto Jackson Lago, que parabenizo e agradeço publicamente o PCdoB de São Luís. Essa…

POSFÁCIO – A ALTERNÂNCIA DO PODER NO MARANHÃO: temas de um projeto político pós-Sarney

Egberto Magno*

Sob a primeira Constituição republicana brasileira (1891) se formou um modus operandi no sistema político brasileiro baseado no predomínio do governo central em relação aos governos estaduais. Por sua vez, cabia aos governos dos estados referendarem o poder central em suas decisões político-administrativas. A presidência da República significava o grande prêmio da política do país e a viabilização deste ou daquele nome em seu comando dependia, fundamentalmente, dos acordos entre as lideranças políticas situacionistas, cujo regente era o presidente no exercício do cargo. Desse modo, a cada quatro anos vivia-se intensa agitação política no Brasil, já que a eleição presidencial se dava nesse quadriênio. Feitos os acordos entre as elites políticas regionais, praticamente já estava selado o destino político da Nação, haja vista que os governos dos estados detinham força e poder para comandar as eleições, manipulando os resultados, para emoldurá-los aos planos traçados na fase…

UMA INTRODUÇÃO ESTADO FORTE, SOCIEDADE DEPENDENTE - LIVRO "A ALTERNÂNCIA DE PODER NO MARANHÃO" DE JHONATAN ALMADA

Jhonatan Almada
O ano de 2014 foi eleitoral. Diferentes projetos foram confrontados na disputa pelo Governo do Estado no Maranhão. Somente um deles foi vitorioso, sendo que uma das urgências a ser enfrentada por esse projeto, a nosso ver, é a consolidação de outra economia para além dos grandes enclaves econômicos.  O Maranhão já experimentou dezenas de projetos inconsistentes sob a égide da oligarquia, nenhum o desenvolveu, apenas aumentou o patrimônio dos donos do poder e usurpou o sonho de uma vida próspera e digna de muitas gerações. É importante conjugar o fazer imediato com o erigir para as novas gerações, antecipar os problemas, não resolvê-los no afogadilho. A expansão da economia dos municípios, a dinamização dessa economia, a prevalência do local/regional, dos projetos locais/regionais é que darão o ritmo, sem perder a visão do todo. Essa perspectiva estava posta durante o Governo Jackson Lago (2007-2009) e, pela primeira vez, reorientou os investimentos públicos e privados par…

APRESENTAÇÃO DO LIVRO "A ALTERNÂNCIA DO PODER NO MARANHÃO" DE JHONATAN ALMADA

APRESENTAÇÃO DO LIVRO "A ALTERNÂNCIA DO PODER NO MARANHÃO" DE JHONATAN ALMADA
Lígia Teixeira*

O trabalho que o leitor terá acesso neste compêndio é um registro fundamental sem outro congênere produzido até o momento, para compreender o complexo cenário que gestou o longo, penoso e inédito processo de alternância de poder e superação de um regime oligárquico regional tão longevo quanto este que vigora, ainda que formalmente e com os dias contados, no Maranhão. Os historiadores da minha geração ainda devem à sociedade maranhense uma análise mais apurada das categorias que construíram a realidade política maranhense nos últimos anos. O “roseanismo” vigente há duas décadas e subproduto mais nefasto do modelo “sarneysista” de governar, foi ao mesmo tempo capaz de levar o estado à miséria e à manutenção da barbárie feudal, ao mesmo tempo em que esgotou junto à opinião pública o conceito de “oligarquia”, cujo uso extremo em discursos maniqueístas quase sempre ignorou  o  fato de que …

PREFÁCIO - O MARANHÃO, AS MAIORIAS HETEROGÊNEAS E A SUA SAGA PELO DIREITO AO DESENVOLVIMENTO - DO LIVRO "A ALTERNÂNCIA DO PODER NO MARANHÃO" DE JHONATAN ALMADA

Elias Jabbour*

Foi com imensa honra, e uma ponta de orgulho, que recebi o convite de meu amigo Jhonatan Almada para prefaciar este livro. Existem coisas que tocam na alma da gente. Escrever sobre as possibilidades de desenvolvimento de uma unidade da federação como o Maranhão não é uma tarefa simples. Porém, a tendência ao simplismo é imensa. Não se trata do estado com péssimos índices econômicos e sociais, uma parte do Brasil condenada à Idade da Pedra. Prefiro não enxergar o processo desta forma. Tenho clareza que a primeira tarefa do novo governo é não tocar adiante o Maranhão partindo do que ele contém de atraso. Sim, existe atraso. Muito atraso. Mas. Existe dinamismo. Um dinamismo expressado, também nas urnas. Um povo capaz de eleger um Flavio Dino de Castro e Costa para comandar o seu destino não pode ser um povo qualquer. É um povo especial. Um povo que expressou nas urnas as leis econômicas capazes de transformar atraso em dinamismo. Capaz de construir uma difícil transição do v…

INTRODUÇÃO A PALAVRA DE JACKSON OU OS PROBLEMAS RECORRENTES DE SÃO LUÍS

Jhonatan Almada[2] Organizador
O ano de 2014 está marcado por datas fundamentais para o Instituto Jackson Lago. Dia 4 de abril, 3 anos atrás, nosso patrono falecia. Dia 17 de abril, completaram-se 5 anos da cassação de seu mandato de governador em decisão que ficou registrada para a história como “golpe pela via judicial”. Dia 29 de outubro, comemoramos os 8 anos da vitória da Frente de Liberação do Maranhão no segundo turno das eleições de 2006. Dia 1º de novembro, Dr. Jackson faria 80 anos de vida. O presente livro, por ocasião dos 80 anos de seu nascimento, dá continuidade ao nosso plano editorial, cujo primeiro livro foi “Governo Jackson: o legado”. O livro “Palavra de Jackson” é o primeiro volume de uma série que irá veicular artigos, discursos, palestras e entrevistas de nosso patrono ao longo de sua vida pública. Os artigos deste volume explicitam o trabalho de Jackson Lago como prefeito de São Luís, cujo governo se concentrou em ações na área de saúde, educação, habitação, infra…

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *